4.12.02

ontem a gente foi lavar a casa pra poder começar a levar as coisas pra dentro. tenho que ver como eu vou fazer, acho que começar levando as coisas pequenas, como livros, cds e roupas. se possível, um colchão e computador, pra já ir me alojando por lá. lá pra sábado deve chegar a geladeira, o fogão e o resto das coisas. vou pegar carona no caminhão de mudança de moca pra levar minha cama e meu guarda-roupas, que são as coisas maiores que tenho. o resto dá pra levar de carro.

mas voltando à lavagem, que coisa cansativa, bicho! casinha de primeiro andar dá um trabalho besta. primeiro que tudo que a gente comprou (vassoura de piaçava, rodo, balde e panos de chão) foi no 1,99. o rodo parecia que não aderia ao chão, parecia limpador de pára-brisa de fusca, tá ligado? as vassouras precisavam de um xampu de juá pra sanar a queda de cabelo e os panos pareciam que colocavam mais água no chão do que tiravam. ou então foi pura incompetência nossa. uma coisa é certa: aprendi muito com essa primeira experiência como empregada doméstica. eu sempre tive um nojo imenso de pano de chão molhado, lavar banheiro e coisas do gênero. dentro de casa, sempre preferi a cozinha, e mesmo assim, a parte culinária da coisa. lavar prato nunca foi meu forte. mas hoje eu pus a mão na massa sem nojo. era a minha casinha, pô! tava ali, cuidando dela, da limpeza dela pro meu próprio bem estar, e não pro bem estar dos acomodados dos meus irmãos. sério, estar saindo de casa está sendo bom principalmente pra dar um semancol nos dois, principalmente no mais velho. mas isso é uma outra conversa.

o banheiro tá sendo trabalhosozinho porque não tem ralo no chão. tem ralo na banheira, obviamente, que é também o box (um box sem portas, vale ressaltar), mas no chão do banheiro não tem. tem um buraco na parede que parece dar num cano, mas é tão minúsculo que a água passa com dificuldade. quero ver como vai ser pra lavar esse banheiro. quero ver mesmo. os quartos foram limpeza. quer dizer, marromeno, já que a água teve que ser botada pra fora pela escada. mas como esse tipo de coisa só se faz quando chega na casa, então tá valendo. depois que a gente estiver morando mermo, vai ser só varrer e passar pano.

ufa, que trabalhinho de corno. depois de tudo, podres de cansados e de sujeira mesmo, a gente foi curtir uma bichada básica no festival mix brasil. eu vou sempre, todo ano, acho que desde 97. mas dei vacilo nesse e nem fiquei ligada que começou domingo. pegamos o longa de animação, sexy stories. bem legalzinho, uma animação bem tosquinha com desenhos bem corel draw, com outline bem grosseiro e aquela coisa meio tremida. legal. mas não tive físico nem cabeça pra ficar mais duas horas sentada e ver e mais paus e bucetas entrando e saindo, abrindo e fechando e gemidos agudos e graves. preferi ir dormir mesmo.

Nenhum comentário: