3.12.02

tá foda ficar sem internet em casa, meu, foda mermo. por isso tou tão ausente daqui. mas tá tudo bem, a casa tá tudo certo (pegamos as chaves hoje!) e já estamos organizando o casamento e chá de panela.

tá tudo bem fora uns lances estranhos que vêm acontecendo com meu estômago vez por outra, o que tem me levado a beber menos (ou não beber nada, se possível). eu tava até comentando com kleber que eu tou ficando velha pra certas coisas, entre elas comer porcaria e beber muito. não posso fazer as duas coisas juntas que eu passo mal. ou então, dar um intervalo bacaninha entre uma operação e outra. mas as duas em seqüência já me deram problemas bem sérios duas vezes. acho que desde aquele dia que fui parar no hospital eu tenho tido cuidado (ou obsessão) com o que como (tenho evitado maionese, por exemplo, o que já é um grande avanço). e, mesmo sabendo que é nóia da minha cabeça, sinto vontade de vomitar em seguida. mas eu me seguro porque sei que é só coisa momentânea, que é produto da minha nóia, que vai passar e aí começo a colocar isso na minha cabeça que a vontade passa. tem sido difícil pra mim, que gosto tanto de comer. mas passa, eu sei que passa. então, a cerveja tem me dado azia. uma azia triste, terrível. dá vontade de chorar. tava lembrando há pouco de como eu me estragava há uns anos atrás e nunca tinha problemas. e agora, basta eu comer um porcariazinha na mc donalds que eu não posso beber em seguida que me dá náusea. preciso cuidar das coisas que me nóiam, preciso mesmo.

o fato é que tou a própria caretona. saio pros cantos e bebo refrigerante. quando bebo cerva, dois copos já deixam com brilho. e com azia. então, melhor ficar no refri. mas tá foda, velho. não fumo faz muito muito tempo, tou sem beber mesmo faz tempo também. e confesso que não tem feito muita falta, não. tá legal sair de caras e voltar pra casa de caras e sem ressaca no dia seguinte.

e vocês notaram que faz tempo que eu não falo de consistência de cocô e coisas nojentas por aqui? é, fiz meu tratamento de ameba e estela morreu. pois é. vim notar há poucos dias que estela REALMENTE morreu. agora, as coisas que eu como atacam é meu estômago e não mais o intestino. tá, não sei dizer o que é pior, mas bem que podia atacar o joelho, ou a unha, sei lá. bem que podia ser um órgão não tão relacionado com comes e bebes, né?

Nenhum comentário: