31.8.02

ontem teve show do mundo livre s/a e mombojó na concha acústica. pago. e eu sou uma anta de pagar por shows que têm toda semana aqui. de graça. mas foi legal. foi engraçado. o mombojó fez um show legal, como sempre. e acho que eles tão melhorando cada dia mais. uma pena que daqui a uns dois anos, cada um vai estar fazendo "seus projetos solos", já que o ego deles é meio inflado demais pra idade. mas enfim. o mundo livre fez um show médio, meio igual aos de sempre. mas é uma fórmula que anima. curti, tinha pouca gente.

do resto eu lembro que foi engraçado. cláudio cada dia se superando mais na arte do TU SABES, encarnando personagens do 145: vigilantes noturnos, frentistas de postos 24h que ligam pra esse número em busca de amizades. TU SABES.

30.8.02

eu adoro stereo total desde o dia em que gravei uma fitinha na casa do meu sumido amigo pedro ivo, de brasília, quando estive de passagem por lá em 99. breguinha francezinho com pitadas punk rock, batidinhas eletrônicas e um cara duma voz sexy à la serge gainsbourg. era o máximo pra mim.

dia desses lembrei da banda e peguei umas musiqunhas. uma delas é bem bobinha mas eu simplesmente a-do-ro. e lembra que ringo era meu bítou preferido na minha época idiota de idolatria. olha a letra como é fófys. peguem e cantem comigo:

Ringo, I Love You

Ringo, I love you yea yea yea
More than anything in this world
I wanna be your only girl
Please let me hold you
Ringo, they say yea yea yea
I'll never get to hold you tight
But still i dream of you at night
Please let me hold your hand
I want to run my fingers through your hair
I want to let you know how much how much I care

Ringo, I love you yea yea yea
More than anything in this world
I wanna be your only girl
Please let me hold you
Ringo, Ringo, more than anything
I want to wear your ring
Oh Ringo, I love you
I wanna be your girl, girl, yea, yea


ah, e parece que a música é de cher, shahsha.

Karen Arnold


Take the Which Wonder Years Character are you? quiz by Ben.

29.8.02



Quanto tosco você é?
proonto. essas duas aí são as fotos da festa-clipe:


flávia, modelo, eu


eu e atriz principal (ui) do cripe
minha professorinha de desenho artístico do primeiro período vai fazer uma exposição trimmmassa. ela fotografou costas, várias costas com polaroid e fez um esquema com números das pessoas (data de nascimento, cpf, identidade, número da casa e tal) e gerou um código de barras pra colar na foto. a intenção é que não se reconheça o que é (tem umas costas aqui que parecem um mocotó), mas se esse não for o caso, que não se reconheça quem é, ou se é mulher, homem, jovem ou velho. bom, é uma boa idéia, mas eu não viajo muito nessa coisa de arte conceitual, porque quem tá vendo não vê conceito nenhum ali, ao menos que leia os textos explicativos ou a orientação do guia (é guia que se chama aqueles estagiários de museu?). e na exposição ainda vai ter um vídeo de uma cabeça de gelo descongelando. muito massa, pelas fotos que vimos. ahn, sim, é porque é a gente aqui do bureau que tá fazendo o material gráfico da exposição (mais precisamente meu amigo moca, moacyr).

bom, tudo isso é pra dizer que tia jeanine tirou foto das costas da gente também. a minha é essa aí. ó:



ficou meio desfocada porque polaroid é assim mesmo. na realidade todas as fotos que ela tirou ficaram desfocadas por conta da distância que ela tirou, mas não dava pra perceber. como eu tenho uma tatuagem foi que a gente notou isso.

antes que eu me esqueça, a exposição começa dia 11 de setembro (dia massa) e vai ser no IAC (rua benfica, 157, madalena).
terça eu cheguei bêbada demais de madrugada pra postar alguma coisa com um mínimo de decência. descobrimos um bar com clone de cerveja (skol a 1,80. com o clone sai a 0,99 já incluídos os 10%) nas terças que não chega a ser boy demais e na tv ao menos passa documentários do discovery channel. e na rádio tocou meu amigo charlie brown duas vezes. e ainda ganhamos consulta odontógica gratuita no banheiro por causa dos piercings de aninha e flávia. hehe. foi legal a noite, tavam os meninos todos lá. inclusive o MONSTRO DO PÂNTANO, que voltou a atormentar flávia. mas nada que a desgradasse muito, NÉ FLÁVIA?

e recebi umas fotos do dia da filmagem do clipe podre, aquele que eu falei. depois eu posto aqui.

28.8.02

como conseguem entrar aqui 329874 pessoas procurando por fotos de tarciana pelada, hm?

27.8.02

uma perguntinha: a barriga de vocês é gelada?

26.8.02

ah, é muito divertido as pessoas entrarem aqui procurando por trote fotos boquete e saites pornos. um recadinho pra esse pessoal: BOTEM ASPAS NAS SUAS PESQUISAS, SEUS MONGÓIS ESTÚPIDOS!
dançando feito louca em cima da cadeira

sometimes - les rythmes digitales

cês já ouviram les rythmes digitales? acho que já. tinha um clipe na emitivi que passava no mondo massari, ou algum programa desses que passam em horários estranhos tipo meia noite duma sexta (lembro que eu só saía de casa na sexta depois do mondo massari, shsahsh) que parece ter sido feito em 1989, com todos os recursos bregas de vídeo da época, inclusive o próprio figurino. trash. e a música também faz muita referência à época. chama-se (hey you) what's that sound?.
antes que alguém me pergunte se surtei, esse post anterior tem explicação.

ano passado eu tava no escritório-atelier de um pessoal conhecido aí, o submarino, folheando umas revistas femininas da década de 60. devia ser cláudia ou algo do tipo. tinha umas propagandas muito legais e a gente se inspira demais olhando aquelas coisas ali. era a intenção, já que estávamos ali pra criar a identidade visual do ndesign de 2001, que rolou por aqui e blá blá blá. bom, folheando a revista, avistei uma matéria que parecia falar do mundo dali a 40 anos mais ou menos. e num olho da matéria tinha essa frase dos cérebros congelados, que eu achei meio nada a ver e ao mesmo tempo muito massa. e virou uma espécie de piada interna com a galera que tava na hora e se espalhou de forma assustadora. até que hoje, um ano depois do causo, meu colega do estágio, moacyr, disse a frase, que já tava guardadinha em algum canto escuro da minha memória.
CÉREBROS CONGELADOS, CRIANÇAS GORDAS DEMAIS, CEGOS QUE VÊEM!
eu queria tatuar o fritz the cat mas não acho nenhum desenho tatuável dele. se alguém vir um por aí, mande pra mim.
entraram por aqui esses dias procurando por:

Tim Maia Racional
BEBE CHORANDO DOWNLOADS SONS
torre malakoff exposicão
fotos da tarciana pelada
foto namorada pelada
brian eno
hamster
fotos trepando

lembro uma vez de alguém comentado (acho que o spanha) que qualquer coisa que você procure nos sites de busca, 70% dos resultados vão dar em blogs. o mais engraçado é que, como as pessoas não fazem a pesquisa direito (jogam as palavras soltas), aparece um monte de coisa nada a ver. tipo fotos namorada pelada ou fotos trepando e o cara vir bater aqui. é meio estranho.
o bad fads é uma espécie de museu virtual de modas bregas e joselitas que apareceram no nosso glorioso século XX. tem muita coisa legal, como aqueles jeans nojentóides com coisinhas feias costuradas, o amigo bambolê, as incríveis molinhas e o pula-pula. mas bem que poderia ter ali também a saia balonê e as calças baggy que a gente usava no meio da barriga.

25.8.02

mais nelson:

rugas
se eu pensar muito na vida
morro cedo, amor
meu peito é forte
nele tenho acumulado tanta dor
as rugas fizeram residência no meu rosto
não choro
pra ninguém me ver sofrer de desgosto
eu que sempre soube
esconder a minha mágoa
nunca ninguém me viu
com os olhos rasos d'água
finjo-me alegre
pro meu pranto ninguém ver
feliz aquele que sabe sofrer



quando eu me chamar saudade
sei que amanhã
quando eu morrer
os meus amigos vão dizer
que eu tinha um bom coração
alguns até hão de chorar
e querer me homenagear
fazendo de ouro um violão
mas depois que o tempo passar
sei que ninguém vai se lembrar
que eu fui embora
por isso é que eu penso assim
se alguém quiser fazer por mim
que faça agora
me dê as flores em vida
o carinho
a mão amiga
para aliviar meus ais
depois que eu me chamar saudade
não preciso de vaidade
quero preces e nada mais
assisti hoje, de novo, promessas de um mundo novo. já tinha visto há um ano, na retrospectiva da fundaj. queria ver de novo porque foi um dos grandes filmes do festival. e é muito bom mesmo. caralho, tem uns pirralhos ali com uma consciência política muito foda, enquanto outro são um bando de fascistinhas esperando pra botar as asinhas de fora. me preocupa muito essa geraçãozinha que vai tomar conta do mundo futuramente.

antes do filme passou um curta-documentário sobre nelson cavaquinho. o curta nem é tão bom mas me deu uma vontade enorme de ouvir de novo o velho cachaceiro.

quando eu passo
perto das flores
quase elas dizem assim
"vai, que amanhã enfeitaremos o teu fim"


pra não terminar a noite banhada numa fossa, fui comer sushi pra engordar mais e emagrecer meu bolso.
êbaa! dj marky dia 14 de setembro. irei.
ontem foi uma noite estranha. cheguei na casa de flávia umas 19h30. estávamos indo pra uma festa num apartamento na rua da aurora (que está pra alugar, inclusive, e que tem a vista mais perfeita que eu já vi, janelão do chão ao teto, em frente ao rio. quero morar lá. irei.) o apartamento não tinha móveis e estava completamente cheio de bolas por todos os cantos, chão, parede. ia rolar a filmagem de um clipe (?) de uma banda chamada maria chuteira, hehe. beleza. cerva de graça, tamos aí. tinha umas fantasias também, caso alguém quisesse vestir. peguei uns troços chiques daqueles de pena que tu enrola no pescoço ou bola entre os braços, por trás, assim. e uns óculos de formiga atômica que SÃO TUUUDO, como disseram as fêmeas presentes. foi legal e no fim das contas acabei aparecendo mais do que devia (ou esperava) no clipe. a história do clipe é bem simples: os CARAS não deixam passar nem as marias chuteiras, tá ligado? não vale a pena tentar contar a história, porque nem eu mesma entendi. e eu participei desse mico. já estou me visualizando como alvo de injúrias nos piores clipes. mas foi legal e eu PRECISO das fotos que tiraram porque realmente tava muito legal a fantasia.

dali a gente foi comer no habib's (de extrema importância pro fim da noite) e seguir pruma festa em casa forte, que tava uma merda. som ruim do caralho, aquele tal de schneider bota. uns bate estaca fag muito chatos. pederastia é pouco. comecei a passar mal lá dentro, não sei exatamente o que tava sentindo e dei um pulo do lado de fora da festa pra tomar um ventinho. o mal estar não passou. era uma espécie de sensação de barriga lotada, como se a digestão não tivesse sido feita. aí vomitei. não sei se foi o mousse de chocolate que comi no habib's (maldita promoção) ou as coisas que comi do aniversário da minha mãe, mas sei que foi algo que comi. depois bebi meio litro d'água e comecei a passar mal de novo, dessa vez querendo desmaiar. vomitei a água e passou o mal estar. muito estranho. fiquei preocupada que fosse algo mais sério, porque se fosse comida estragada, liberaria mais tarde e não vomitanto. muito estranho. mas tou viva, ainda bem. com uma puta dor de cabeça (acho que griparei) mas viva.

24.8.02

nossa, olha só o que lila me mostrou (tirada desse brogue aqui):

Bandas que vc ainda vai ouvir falar por pelo menos 15 minutos (mas se nao ouvir, azar o seu)

Esta em ordem alfabetica pra nao complicar muito. So lembrando que tem umas velhinhas ai pelo meio tb, mas no Brasil nao sao la muito conhecidas ou simplesmente deu vontade de citar. Ah, nao assisto MTV, so pra constar, nao foi de la que tirei. A maioria nem mesmo rola por la, foi tudo "garimpado" por conta propria e devidamente testado pelo controle de qualidade da CG Incorporation - Divisao Musical.

12 Stones
3rd Strike
Adema
Apex Theory
Catamenia
Cold
Black Rebel Motorcycle Club
boards of canada
blind zero
buckcherry
chevelle
clutch
costeau
covenant
craving theo
die form
died pretty
dj shadow
dj crush
dope
dover
doves
entwine
epoxies
faithless
feedback club
Fenix Tx
fieldy's dream
finch
Fischerspooner
flaw
flowing tears
from autumn to ashes
fuel
frank jorge
funk como le gusta
funker vogt
glassjaw
girls against boys
get up kids
golden palominos
goldfinger
headstones
him
hot rod circuit
howie day
ILL Nino
idlewild
january
jimmy eat world
Hoobastank
kiss my jazz
kruder and dorfmeister
lamb
lacuna coil
Lostprophets
madeixas
mazzt star
mombojo


tinha mais umas 78 bandas, mas acho que aqui já chega, hehe. e a leeela ainda disse que o sujeito é de boston. só queria saber como ele ouviu falar da mombojó.


hoje eu saí pra comprar tecido prum vestido e cílios postiços. tudo pra minha fantasia de twiggy, pro aniversário de ivi. não faço a mínima idéia de como se usa cílios postiços, mas tamos aí pra aprender.

engraçado que eu há uns três anos parecia um bocado com a twiggy (calma, eu sei que ela é linda e tal, mas não é disso que eu tou falando). tinha o cabelinho curtinho feito o dela e o principal: aquela magreza descomunal. passaria numa boa como twiggy numa festa. hoje não passo duma twiggy gorda e decadente. mas tamos aí. até porque minha fantasia de alex do laranja mecânica nem existe mais.

23.8.02

nossa sinhora, entraram aqui procurando por "cagona blog". ha ha ha

22.8.02

ufa, pari outro filho. os gêmeos tão vindo um de cada vez, que meu canal vaginal é pequeno.

fui filmar a primeira entrevista pro hqtv, o programinha da tv capibaribe (tv comunitária da cabo mais) para o qual eu fui convidada pra ser apresentadora, cês sabem. pois bem , hoje foi minha primeira experiência em frente às câmeras e confesso que tremi nas bases. me encontrei com o pessoal umas 14h15 num bar no derby e ficamos esperando até umas 16h o câmera man chegar e o resto do povo. enquanto isso, uma cervejinha pra relaxar, porque eu tava nervosa ali, imagina na hora do vamo ver.

mas foi tranquilo. primeiro conversei com clériston, cartunista antigão daqui, pra ter uma idéia do que perguntar e tal. depois a entrevista com ele fluiu, foi massa, quase que saiu num take só. foi bem legal, confesso. infinitamente melhor do que eu imaginei. o pessoal disse que eu fui bem espontânea também, ri bastante, apesar dos meus cacoetes com cabelo, óculos que escorregam, canetas na mesa e mãos suando. enfim, foi massa. espero que o projeto dê certo, porque em tudo pra ser um programa interessante. e uma apresentadora talentosa, ha ha ha.
ah, agora de tarde irei para minha primeira filmagem do programa sobre quadrinhos. testarei minha vergonha. torçam por mim. depois eu relato aqui minha experiência trágica.
pari um filho. finalmente consegui terminar e entregar meu relatório do PIBIC. desde terça à noite já havia terminado e enviando para minha orientadora, mas cês sabem como são orientadores, né? faço, mas na hora em que quiser. combinei de ir na casa dela pegar o relatório revisado e assinado pra levar direto pra reitoria, até às 17h da quarta. deu 15h e ela ainda não tinha ligado pra mim. me arretei, e fomos do mesmo jeito, eu beto e ernesto de motorista. cheguei lá, subi e ela tava terminando de revisar o relatório da outra bolsista. merde. esperei, esperei e quando ela finalmente imprimiu o meu, assinou e eu saí de lá eram 16h45. pé forte no acelerador (muuuuito obrigada, ernesto, pela força. te devo essa até a morte). 17h em ponto estava eu na reitoria, subindo as escadas o mais rápido possível. quando eu finalmente consegui entregar, não sei se foi alívio o que eu senti, mas a sensação foi de ter parido um filho, mesmo. quatro dias de tensão acabaram-se ali. mas não consegui sair pra comemorar porque eu tava muito cansada.

o mais engraçado de tudo foi o sonho que tive já antes de acordar na quarta. eu estava andando por olinda, subindo ladeiras e tal. mas olinda era só matagal, árvores e cipós por todo canto, ruas sem calçamento e algumas casas velhas. fitei uma casa cor de goiaba, enorme, que parecia estar abandonada. entrei. o lugar era meio sombrio. tive um pouco de medo, então só fui até a entrada, de onde dava pra ver a sala. saí de lá com um pouco de medo e do lado de fora havia uma menina da minha idade com sua mãe, que me diz que a casa é abandonada e que nela morava uma senhora, sozinha naquele casarão. na hora, fitei as janelas, que pareciam as de um manicômio que tem aqui no centro do recife, gradeadas e altas. continuei andando por olinda e resolvi dar a volta pra ver a casa melhor. quando eu, cuidadosamente, vou passar pelo portão, havia um homem. corri de medo e ele correndo veio atrás de mim, dizendo que ia me matar e matar a velha, e quem mais aparecesse por lá. de repente decidi parar, afinal nem conhecia aquela pessoa e resolvi mandá-lo à merda. ah, o cara era josé wilker. aí eu acordei.

não sei o que isso pode significar, mas eu achei legal esse sonho.

19.8.02

saindo dum estresse e entrando em outro. semana passada estava meio morgadinha com problemas em casa (meus irmãos, pra variar) e com problemas meus mesmo (que eu sempre tenho, mas nem foi na tpm). passou, tive um fim de semana legalzão - festa sexta no garagem foi trimmmassa, aniversário de yellow no catamarã sábado foi massa demais, o lugar é muito lindo e ontem churras na casa dos cavani foi meio estronho mas bem legal. agora tou numa correria dos diabos pra entregar relátório final do PIBIC pra quarta-feira. tudo vai dar certo, eu sei, mas enquanto não dá fico nervosa, suo as mãos e meu estômago dói.

depois de quarta-feira eu poderei dormir sossegada.

16.8.02

hoje tem a festa para não chorar a morte do... digo, da bezerra, em protesto contra o fim dos programas legais da rádio universitária am. vou contar mais ou menos o que aconteceu. diariamente, às 20h, tinha um programa diferente e legal na universitária am, feito pelos próprios alunos da ufpe. tinha programa de jazz, de clássicos do rock, de black music. certo dia, o diretor da rádio foi substituído por um sujeito que ninguém sabe quem é, um tal de bezerra, que simplesmente acabou com todos os programas pra fazer sua própria promação diária. e sem comunicar a ninguém. e desde lá estão o pessoal tá tentando reverter a situação e agora tão fazendo essa festa-protesto. e no som, obviamente, os próprios. vai ser legal. uma pena que o garagem seja tão pequeno pra abrigar tanta gente.

15.8.02

estou fechada para balanço. torçam pra as coisas darem certo pro meu lado.

14.8.02

frase da semana:

dude of stick have limit!
espinha no nariz é das coisas mais terríveis que se pode ter. depois de estrias, é claro. eu tive uma espinha no nariz umas três semanas atrás. como eu sou inquieta, arranquei a espinha. dia seguinte: casquinha misturada com catota. tirei tudo. dia seguinte, o mesmo. e assim seguiu todos os dias até uns dias atrás. agora tenho uma crosta pregada na parede do nariz e não se é casquinha ou catota. não sei se tiro, não sei não tiro. e se for carquinha e todo o processo doloroso se repetir? mas e se for catota e eu estar de besta aqui sem aproveitar a maravilha que é tirar uma lasquinha no nariz?
desviando um pouco do assunto estrias, depois de terapia no icq, eu tenho um guestbook agora. não sei se será muito útil tendo os comentários também. mas façamos um teste. ah, o linkzinho tá aí do lado.
je m'apelle cecília. je suis étudiante de français. comment ça s'écrit estria en français?

fiquei tão chateada com esse lance de estrias que nem comentei como foi legal minha primeira aula de francês.

gente, isso é sério. estou extremamente triste com minhas novas amigas. se alguém souber de algum tratamento para tirá-las, me acudam porque nem minha mãe nem minha vó (que tem 96 anos) têm estrias, porque eu que tenho 22 tenho que ter, hein? por que eu fui puxar à família do meu pai que é gorda e sem bunda, hein? POR QUÊ???
ganhei novas amigas hoje.

me olhando no espelho depois do meu banho matinal, percebi algo de estranho na minha bunda. cheguei perto do espelho pra ver melhor e vi o que nunca achei que fosse ver na minha vida: estrias. sim, elas mesmas, o terror de mulheres em regime, aquela terríveis listras avermelhadas que, depois um tempo, ficam brancas e nojentas. não fiquei nada feliz em conhecer minhas novas amigas. são poucas ainda, mas vejo nos olhos delas que terei mais amigas em breve.

tratei de passar óleo de amêndoas e hidratante nelas, como se isso fosse sanar alguma coisa, a essa altura do campeonato. acho que existe tratamento no caso de estrias novas. vou procurar saber. e vou passar a só andar de saia frouxa também. e, mais do que nunca, entrar na maldita natação.
lml lml




How Will You Die?


13.8.02

vôte:


Que canal de TV por assinatura você é?
sobre discos e ficar velho, márcio comentou isso:

às vezes eu pego um ou outro cd velho e boto pra tocar apenas pela sensação de pena. tipo, se eu tenho o disco ainda e não me livrei dele, é porque gosto daquilo por algum motivo. aí muitas vezes eu ouço e gosto do que estou ouvindo, mas com aquela sensação de flashback da época que eu GOSTAVA daquilo de verdade. green day, chico science, pearl jam e tal. isso é triste, eu queria poder dar a mesma atenção a todos os meus cds, pois se isso acontece e seus cds viram referências das épocas de sua vida, é porque estás envelhecendo, meu caro.

quando eu pego um cd velho pra tocar, o que acontece muito raramente, não é por pena. acho que é mais porque me traz boas lembranças (ou lembranças tristes) e é legal isso de vez em quando, desde que não role uma ode à nostalgia, que é realmente um saco. semana passada aqui no trabalho o pessoal tava ouvindo metal mickey e so young, músicas do primeiro disco do suede. é um um disco que eu gostava muito, lá por 96, 97. me lembra uma fase legal da minha vida e quando ouço essas músicas e outras que ouvia na época me dá uma sensação muito massa. tem umas músicas que me lembram livros que eu lia enquanto ouvia essas canções, tem músicas que me lembram amigos, ficantes, namorados e escutá-las faz a gente se sentir comos e voltasse praquela fase. é legal sentir isso. e, sim, estou ficando velha.

12.8.02

no repeat do winamp:

a quarter to three - sleater kinney
caralho, açúcar vicia de verdade. comprei um saco daquelas balinhas ruins que ninguém gosta e que dizem ter gosto de remédio, tart tease. abri um pacote pra tirar uma pastilha e acabei comendo três pacotes. isso porque eu vou almoçar daqui a dez minutos e sei que açúcar tira a fome. agora eu tou aqui nervosa procurando mais pacotes pra matar minha vontade. açúcar é o mal, gente e nós não podemos escapar dele. imagina ficar sem pão, baconzitos e coca-cola?
vilge maria:


What color should your hair be?!


se bem que eu já tive o cabelo rosa. mas isso soa riot grrrl demais pro meu gosto. vou ali tomar café da manhã que é melhor pra mim.
há mais ou menos dois ou três anos, eu olhava pra minha coleção de discos como a coisa mais importante da minha vida. não queria baixar discos na internet porque prezava (e ainda prezo) o disco original, com encartezinho e coisital. e era sedenta pra conhecer coisas novas e falar sobre elas. hoje eu não tenho mais tesão nenhum em ficar catando bandas novas (não só novas na idade, mas novas pra mim mesma), nem em ir em sebo procurar vinis legais e baratos. acho que já conheço o suficiente pra dizer que gosto de música. e o pior é que tenho vinis que eu nunca ouvi. esse é um problema sério. ok, meu toca-discos está quebrado. mas eu nunca me motivei pra comprar um novo. acho que o que tá rolando é uma preguiça de procurar conhecer coisas novas. e essa é uma coisa que eu sempre achei de gente velha e agora eu tou me tornando uma. tou ficando preocupada. no momento tou olhando pros meus cds e pensando que muitos desses discos tão parados há pelo menos 5 anos. isso me entristece muito.

11.8.02

teste de personalidade:

Down to Earth
Well-Balanced
Harmonious

You value a natural style and love that which is uncomplicated. People admire you because you have both feet planted firmly on the ground and they can depend on you. You give those who are close to you security and space.

You are perceived as being warm and human. You reject everything that is garish and trite. You tend to be skeptical toward the whims of fashion trends. For you, clothing has to be practical and unobtrusively elegant.
segundo pesquisa, pessoas disseram que eu pareço com:

macaulay culkin 13,6%
john malkovich 9,67%
bel kutner 8,56%
deborah secco 87%
debora falabella 75%
ewan mcgregor 10,1%
hillary swank 9%
meu pai mora noutra cidade então fui passar o dia dos pais na casa do pai de beto comendo churrasco, tomando cerva e jogando dicionário. sério, não tem joguinho mais fera que esse. sempre sai uma respostinha do tipo "flor rara com coloração peculiar que nasce nas oliveiras do monte do pascoal redondo e da qual se extrai um óleo de uso culinário" e outras absurdas como "da família das sebáceas, mais conhecido como mangunzá". nem quero imaginar jogar isso chapada.

agora tou aqui morrendo de sono, comendo kani kama com molho shoyu.

9.8.02

muito legal esse saite tirando uma com anúncios trash. vejam todos, principalmente o do IGUAL TU e a da mulher com cérebro de picanha.
hoje o dia tava especialmente lindo: ensolarado mas não muito quente, pois ontem o dia passou todo nublado e chuvoso. lindo. eu e meus companheiros de trabalho olhávamos pra janela através da persiana e pensávamos como seria legal estar numa praia tomando cerveja, comendo amendoim, ostra e essas coisas que tu só curte na praia. chegando na faculdade umas 14h, deu uma vontade enorme de irmos realmente à praia e fomos eu, moacyr, alexandre e felipe. chegamos lá umas 15h30, 16h. cerva, caldinho e maresia. meus óculos ficaram manchados, completamente, e meu cabelo, um sebo. mas foi legal. foi fera matar aula de pg1 com a professora chata pra tomar umas cervejinhas na beira do mar. irei mais vezes.
merde. peguei só os 10 minutos finais da entrevista dos meninos da livros do mal no espaço aberto da globonews. bom, vai passar hoje ainda às 15h30, amanhã às 7h05 e domingo às 5h30 da madrugada. não sei se consiguirei assistir à entrevista toda nesses horários de corno. tive sorte de pegar esses dez minutos porque ainda nem fui pro trabalho, mas tudo bem. já valeu a pena ver que o mojo é tímido em movimento, usa óculos de disáiner e foi trimmassa ver aquela camisa do motorhead do mojo e o cabelo los hermanos do galera na tevê.

lml lml

8.8.02

eu havia prometido a mim mesma que iria entrar numa academia. é, eu ainda preciso. já cheguei aos 50kg (ê, já posso doar sangue) e não estou nada satisfeita com a minha barriga. antes que me exculhambem e me chamem de anoréxica, gostaria de explicar, pra quem nunca me viu, que eu sou pequena, tenho ossos curtos (ao contrário de eric cartman) e meu peso normal sempre foi 42kg. peso de uma pessoa bem magra, pra minha altura (1,60m). acontece que de um ano pra cá aproximadamente venho engordando bastante. não sei se cheguei ao ápice com meus 50kg atuais (quem sabe meu metabolismo esteja aceitando cada vez mais o fato de eu ser gorda e queira que eu seja mais gorda ainda). o fato é que estou começando a ficar preocupada.

sempre quis engordar e nunca conseguia, mesmo comendo muito, e muita porcaria. sempre. às vezes eu não tinha apetite pra nada, mas muitas das vezes eu tinha uma fome horrível e me danava a comer porcarias. mas nunca engordei um kilo. e quando isso acontecia era nas férias e bastava eu voltar às aulas pra perder todo aquele kilo precioso.

em agosto do ano passado, a ufpe (assim como a maioria das federais do brasil) entrou em greve. só estagiando 4h, passei a comer muito não só em casa, mas no trabalho também. e comia, comia muito. as aulas voltaram e eu estava cerca de 6kg mais gorda. todo mundo tava impressionado com meu corpo. "cecília, tu tá gorda!" era a frase mais ouvida. até peituda eu tava. 6kg em muita gente não é porra nenhuma, é coisa que se perde com uma semana de exercícios. mas em mim, que sou pequena em todos os sentidos, foi bastante coisa. e de janeiro pra cá adquiri mais 2kg que, a essa altura do campeonato, não fazem muita diferença.

o fato é que, com esses kilos todos e mais uma cervejinha, que ninguém é de ferro, criei uma barriguinha pouco invejável. e tou querendo arrumar uma forma de tirá-la onde eu não perca meu precioso tempo. sei que abdominal por si só não resolve, teria que ser associada a um exercício aeróbico e na natação só verei resultados a longo prazo. o que eu faço, doutor?

"pare de tomar cerveja e deixe de ser preguiçosa. procure uma academia ou entre na natação"

7.8.02

ah, não deixem de ler o dossiê fraude sobre as drogas esquisitíssimas, escrito pelo cardoso no fraude. tá MUITO engraçado. só discordo disso aqui:

Rapé - Usar rapé já foi associado à nobreza e ao luxo, mas atualmente o conceito do pozinho de tabaco caiu bastante. Vendido em embalagens metálicas redondas a preços populares, o rapé vem em vários "sabores": menta, laranja, chocolate. Todos eles têm o mesmo efeito: produzem blocos de concreto perfumado dentro do nariz do consumidor. É isso. Ponto final. Você vai lá, dá um tecão fenomenal numa carinha de rapé e não acontece nada. No dia seguinte, você acorda com um cheirão de alguma coisa adocicada que não vai embora e a sensação de ter passado a noite alimentando-se exclusivamente de canela em pó. Enfie o dedo no nariz e prepare-se para o horror.

espirrar, meu velho. quer sensação melhor depois da cosquinha que o pozinho de rapé dá nas suas narinas e do êxtase que tu atinge com um espirro barulhento e recheado de catarro? nada melhor. acho que melhor, só uma cafungada num vick vaporub depois disso tudo.

hoje eu sonhei, dentre outras coisas, que comprava um cd de diana por R$ 0,55 centavos.

6.8.02

5.8.02

hoje eu vi o filme italiano o quarto do filho. muito legal e muito triste também. é bonito.

eu adorei essa música de brian eno (do disco before and after science, que eu tenho ou já tive, não sei ao certo... faz tempo que não ouço vinil) e que toca algumas vezes no filme:

Here we are
Stuck by this river,
You and I
Underneath a sky that's ever falling down, down, down
Ever falling down.

Through the day
As if on an ocean
Waiting here,
Always failing to remember why we came, came, came:
I wonder why we came.

You talk to me
as if from a distance
And I reply
With impressions chosen from another time, time, time,
From another time.


é bonita. peguem e ouçam.

a cka postou nos comentários:
Nega
chinchilas são do tamanho de coelhos. O que o teu vizinho deve ter é um hamster anào, que tem a pelagem muito parecida com a da chinchila.


eu procurei fotos de chinchilas na internet e realmente não correspondem às características de julieta, a roedorinha do meu vizinho de cima. procurei inclusive por chinchilas chinesas e não achei nada. mas eu vou contar de onde veio minha vontade de ter um bichinho desses.

dia desses eu estava com minha mãe no shopping e passamos numa pet shop encantadas com os hamsters na vitrina. numa gaiola, tinha apenas um hamster. parecia autista. ele estava sob as duas patinhas traseiras com as da frente levantadas, olhando pro nada, paradão. e tava sozinho na gaiola. algo de muito estranho deve ter havido com o eusébio (nome fictício para preservar a identidade do hamster).

nas outras gaiolas, tinha milhões deles, parecia o aníbal bruno de tão superlotadas as carceragens. um deles, um branquinho, chamou atenção por não se mexer. parecia estar dormindo, mas os outros pisavam na cabeça dele e ele nem dava sinal de vida. continuamos a olhar pra ele atentamente e nem parecia estar respirando, com as patinhas pra cima e a cabeça virada, feito gato em transe. comentei com a minha mãe que ele podia estar morto e ela prontamente foi chamar o dono da loja:

mãe - moço, tem um hamster que parece estar morto ali.
moço - não, ele está dormindo, senhora.
eu - mas moço, a turma tá passando por cima dele e ele nem se mexe.
moço - não, ele está dormindo, senhora.
eu - mas moço o pessoal já pisou até na cabeça dele e ele está imóvel, IMÓVEL.
moço - mas ele está dormindo, senhora.
eu - ô, moço, não custa nada verificar, dar uma mexidinha aí pra ver se ele num tá morto. nem respirando ele tá, ó.

o moço, muito pacientemente, retirou a gaiola do eusébio, que estava em cima da gaiola superlotada, abriu a gaiola superlotada e deu um EMPURRÃOZINHO no hermeto paschoal, que acordou meio assustado com o rebuliço, apesar de já terem esmagado sua cabeça 34 vezes e pisado na sua barriga mais 27.

nessa hora, rola um rebu dentro da gaiola e a rodinha (aquela onde eles se exercitam) sai um pouco do lugar. um pequeno hamster malhado dormia próximo à rodinha e quando essa se moveu, fez com que ele ficasse mais próximo do meio da rodinha, se é que vocês me entendem. um outro hamster cinza veio e foi se exercitar na rodinha, fazendo com que o rajadinho virasse CARNE MOÍDA na rodinha. ele passou exatamente por baixo, sendo esmagado. notei pela cara de desespero dele que não foi nada agradável virar carne moída.

saí de lá com minha mãe com uma vontade imensa de criar hamsters. depois eu conto a saga de marinalda, minha finada hamster.

4.8.02

ahm, ontem numa festa que fui na licoteria, lá em olinda, encontrei o cara (que ainda não sei o nome) que havia feito a proposta de apresentar o programa sobre hq e tal, lembram? pois. ele me perguntou novamente o que achava da proposta e eu disse que aceitava testar. tentar vencer minha inexplicável timidez diante das câmeras. é incrível: mesmo que eu fosse bonita e alta, eu não prestaria pra ser modelo. quando eu poso pra fotos, eu saio horrível. mas quando tiram de surpresa às vezes até saio bem. sou uma bochechas vermelhas diante de cãmeras, mas basta tirá-las da minha frente que eu me solto. acho que no dia em que eu comprar uma webcam eu acabo com isso.

é engraçado esse lance de timidez porque ninguém acredita que eu seja realmente tímida. muita gente que não me conhece me acha chata porque eu sempre tou com cara séria, sisuda. mas quando me conhecem me acham completamente o oposto. e por eu ser meio, digamos assim, escrachada, as pessoas acham que não posso ser tímida. pois bem, eu sou tímida, apesar de não aparentar tanto. diante de certas situações me dá um frio na espinha, minha distonia começa a aparecer com força, é horrível. pra outras coisas, eu não tenho timidez alguma. mas nada que dois copos de cerveja não tirem. karla, uma colega minha, fica cheia de placas vermelhas pelo corpo quando está envergonhada. parece alergia. é muito estranho. se você começar a encurralá-la, ela começa a ficar toda vermelha. você vê as placas aparecendo por todo o corpo. heheh. também não chego a ser assim, mas o sangue sobe todo pra cabeça e eu fico vermelha e suando.

bom, estou no aguardo quanto ao lance do programa. vamos ver no que dá.
porra, muito legal esse joguinho aqui. tu tem que ajudar o menino a arrumar o quarto dele pros pais não descobrirem que ele é um alma sebosa. muito massa mesmo. tentem chegar ao final.

tem esse aqui também, um genius clãber. eu já disse que tenho um genius e que acho que ainda funciona?

3.8.02

acabei de ler esquema para a linguagem gráfica de michael twyman e tou aqui comendo um pote de 2l de sorvete de cajá com meu gato xampu aqui do lado. noto como ele tá velho, caquético (como se ele nunca tivesse sido assim). mas o lance da idade me preocupa. de pensar que daqui há alguns anos ele vai embora e que vou perder meu amigão, me bate uma tristeza...

esses dias pensei em comprar uma chinchila. meu vizinho de cima tem uma um pouco maior que uma moeda de 1 real.

estou chateada com o blogger. desde quinta ele não publica nada que eu posto. vou me mudar dessa bagaça.

1.8.02

por tutatis! um guia de como não dar vexame trepando


I am linus

Which Peanuts Character Are You Quiz