16.7.03

reza a lenda que eu sou uma pessoa fria, sem sentimentos. eu acho que é intriga, mas se as pessoas dizem, a gente dá um crédito. essa foto é curiosa. antônio quando a viu disse que essa mãozinha minha no ombro do pequeno rafa era o máximo de carinho que eu conseguia fazer nele. e depois disso, toda vez que eu encosto a mão no ombro dele ele diz que eu tou fazendo carinho. essa história rodou o mundo 8 vezes e depois de muito pedirem, vou postar a tal foto.



reparem na cabeleira do meu pai. e na barba. vejam a carinha simpática de et do meu irmão, com apenas dois dentinhos. não dá vontade de apertar? agora olhem bem pro rosto dessa menina loirinha. olhem bem, vejam toda a maleficência do olhar, a crueldade do toque e, principalmente, a malícia do sorriso. ela realmente está pensando coisas ruins, a pequena tinhosa.

sabem aquela música de amado batista em que ele fala que viu a mulher morrendo no hospital, na sala de cirurgia e que pela vidraça ele a via sofrendo a sorrir? muita gente se pergunta "ahn? sofrendo a sorrir? como assim?" vejam se eu não tou fazendo cara de sofrendo a sorrir. é o retrato perfeito dessa condição.

e antes que alguém me pergunte, eu amo meu irmão.

Nenhum comentário: