6.4.04

ME CHAMEM DO QUE QUISEREM

mas eu acordei com TRISTEEEEEEZA NÃO TEM FIIIIIM, FELIIIICIDAAAAADE SIIIM na cabeça. me chamem do que quiserem mas é muito foda de linda a letra dessa música.

a felicidade é como a gota de orvalho numa pétala de flor
brilha tranqüila, depois de leve oscila
e cai como uma lágrima de amor


acordei bem hoje, depois de uma loooonga noite de sono. fui pra hidroginástica ontem, uma hora de exercícios dentro d'água, sem parar. me considerem uma heroína. a última vez que fiz exercícios na vera foi pouco antes de entrar na faculdade. natação, três vezes por semana, 3h por dia, de 10h às 13h. fiquei nega e musculosa.

aí veio a faculdade e, junto com ela, a vagabundagem, a cerveja e a putaria. nunca mais voltei a me exercitar.

dessa vez eu pretendo continuar. de verdade. não tenho motivos pra não continuar: a academia fica na esquina de casa e eu geralmente não tenho o que fazer às 18h30.

e por incrível que pareça, não estou dolorida. achei que ia acordar de uma pisa bem dada, mas não. dormi feito um bebê e acordei talvez um pouco cansada. mas não tenho dor, nem nas costas, nem nas pernas, nem nos braços (o que achei que fosse doer mais).

ainda bem que não tou na paranóia de emagrecer. só não quero ficar uma lesma paralítica.

Nenhum comentário: