9.5.04

ON THE ROCKS

olha, é ducaralho beber uísque de graça em festa careta. mas é foda pra uma pessoa que só bebe cerveja nos cantos: você nunca sabe quando chegou no limite. geralmente você só percebe quando já passou dele. é sempre assim comigo. próximo casamento ou formatura que eu for, vou encher a cara de uísque. mesmo. é bom eu começar a aprender a beber isso porque se eu continuar do jeito que vou na cerveja, em coisa de dois anos vou ostentar um bucho de lama do caralho.

pois ontem foi a formatura de marcos - e foi ducaralho reencontrar os amigos da escola, muito bom mesmo - e de (thiago) melo também. engenheiros. pense: a festa cujo traje é PASSEIO COMPLETO (seja lá o que isso signifique), de formandos de ENGENHARIA e num CASTELO cheio de armaduras e esculturas antigas e maravilhosas (a do carinha lá bebendo vinho e que batizamos com algum nome que eu não me recordo é FUDEROSA). o lugar é ducaralho. mas eu tava longe de trajar PASSEIO COMPLETO (seja lá o que isso signifique) e nem um pouco à vontade com aquela caretice toda.

encho a cara de uísque. tábua de frios. frituras. essas coisas.

um certo momento percebo que meu estado não é dos mais conscientes. é chegada a hora de parar de beber, quiçá de ir embora. já é dia. a ânsia de vômito no caminho pra casa foi só um alarme falso.

ah, mas quase esqueci de contar o EPISÓDIO na ida. todo mundo sabe que o castelo de ricardo brennand fica na puta que pariu, literalmente no fim da várzea fazendo a curva, como dizem os gaúchos. então, um engarrafamento ducaralho naquele lugar limpezinha que é a várzea, o ALTO DA SÉ DO RECIFE. parados no meio do engarrafamento, sem chance de recuo, fitamos uma briga dessas de boteco, gente bêbada e sem noção que por um motivo qualquer começa a pancadaria. o sujeito quebrou o cabo de vassoura na barriga do outro e ainda completou com uns chutaços. doeu. BAM FIGHT. o mala que apanhou aidna meteu a mão dentro do calção. na hora pensamos FUDEU, VAI PUXAR UM CANO. mas foi só caô. pensando agora foi engraçado, mas meu cu fez bico de medo na hora. CENISTRO.

Nenhum comentário: