18.7.04

BAR DO ZEZINHO
 
tá. finalmente consegui ir no tão falado bar do zezinho. gustavo e laura praticamente moram lá e de tão bem que falaram dos quitutes, o bar já fazia parte dos meus sonhos. ontem de tarde partimos em direção à longínqua setúbal pra apreciar acepipes feitos em óleo quente fervendo.

o lugar é um boteco de verdade, no meio do nada, numa rua sem saída e escura. o som é um rádio ligado em qualquer estação. tivemos sorte, porque desde a hora que chegamos, umas 18h, até a hora que saímos (mais de meia noite) o som foi excelente. primeiro que tava tocando algum especial de clássicos do roque na rádio recife (pasmem) e depois ficou o tempo inteiro na antena 1. e antena 1 é brodagem total, só músicas de chorar no cantinho. então foi fera.

a cerveja era a mais gelada que vi nos últmos tempos. sabe aquele ponto em que ela tá quase pra congelar mas ainda não chegou lá? então. os quitutes... bem, o que posso dizer de uma bela porção de asa de galinha empanada, super sequinha e crocante por apenas 4 dinheiros? ou de uma porção de torresmo igualmente sequinha e crocante por também 4 reais? ou costelinha de porco também super sequinha? caralho, aquilo é o paraíso do colesterol, eu devia morar ali.

quem conviveu comigo nos últimos dias sabe a vontade que eu tava de comer asa de galinha assada. eu tenho uma verdadeira tara suburbana por esssa parte pouco nobre da galinha. vejam bem, é tara mesmo, doença. em churrasco é com o que eu mais me delicio. primeiro porque é carne perto de osso e a gente sabe que carne perto de osso é a melhor. daí a preferência dos homens pelas mulheres magras, ha ha. mas enfim, é uma carne saborosa apesar de pouca. e eu gosto e não discuto isso. um prato de asa de galinha com cerveja gelada é quase o céu e eu agradeço por existir isso aqui tão barato.

o fato é que vou virar cliente desse bar, já ganhou milhões de pontos no meu conceito por ser barato e muito bom.

Nenhum comentário: