28.2.04

EU JÁ SABIA

alcohol


You are Alcohol!


A little sloppy, a little hungry, and a whole lot horny.
So what if you've had a drunken fling or two with puke still in your hair?
You're the life of the party - well, if you can get invited...


What Drug Are You?

More Great Quizzes from Quiz Diva

27.2.04

BOTA FORA CONFIRMADO

acabei de falar neste minuto com johnny boy, meu futuro roommate, e está marcado:

amanhã, no seo buda, a partir das 14h ou 15h, festeenha diurna com javier no som.

joão diz que o sujeito tem bons sons no vinil, então está descartada a idéia do videokê. fica pruma próxima. tragam suas cervejas, por favor. quero ver todo mundo bêbado vomitando pela última vez ali. já encontraram até cobra no jardim.
JÁ VAI TARDE

tou a fim de fazer um bota fora pra mim sábado. queria alugar um videokê com as piores músicas do mundo, mas não sei se rola assim de última hora. alguém conhece algum videokê com as piores músicas do mundo?

meu bota fora teria videokê, cerveja (que, obviamente, vocês levariam) e um caldinho de feijão. posso preparar com carinho, minha última incursão na cozinha daquela casa, que já foi palco de tantas celebrações legais.

vou ter saudade da casa, do jardim mal cuidado, do quintal cheio de lodo, do quartinho de folote. de folote. vou falar com maíra pra ela adotar folote, já que não poderei levá-lo pro apartamento. ele já é amigo de galego, o gato. vai ser divertido. só maíra pode cuidar do pobrezinho.

pois, qualquer confirmação de bota fora de cecília do seo buda, digo aqui. mas fiquem de sobreaviso.

26.2.04

EU QUERO UMA IGUAL



ACABOU

mac lotado

sol escaldante

cerveja de café da manhã e pra escovar os dentes

pessoas queridas

bamboleo, bambolea
porque mi vida yo la prefiero vivir asi

coxinha de "catupírri"

porque yo te i love you, man

heeeeeeeey yaaaaaaaaaa, heeey yaaaaaaaaaaaa

você faz medo

capital do pará, capital do pará, capital do pará, capital do pará-á
capital do pará, capital do pará, capital do pará, capital do pará, belém, belém

é o malkovich lá, lalala lala lalalalaáááá lalalalalala (lalala)

a mosca

é assim que ela é
mercado futebol, mercado mulher

panananananã eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee pananananã

bumba a cabeça do meu ovo, bumba a cabeça que é demais
bumba a cabeça do meu ovo, a cabeça do meu ovo, a cabeça-á

feliiiintoooooooooo, pedro salgado, guilherme, fenelon, cadê seus blocos famooosos?

un suco de larranja?

une météorite m'a transpercé le cœur
vous, sur la terre, vous avez des docteurs,
contact, contact

viiiiiiiiiivo a sonhaaaaaaaaaaaaar com vocêêê eu quero ser feliiiiiiiiiiiiiiiiz

a quarta-feira é ingrata mesmo.

19.2.04

ERA WILSON

tou sem ter muito o que dizer esses dias. tou sem muita coisa na cabeça. e apesar de ter ido dormir às duas e meia quase todas as noites, não perdi o bom humor no dia seguinte nas oito horas de trabalho. perder o bom humor é fácil pra mim, mesmo dormindo bem. não tenho do que me queixar, mesmo achando às vezes que a vida prega peças, meu benzinho, podes crer, parafraseando o amigo do bozo, sergio mallandro. mas tou procurando não pensar muito nessas coisas, é carnaval, vou pra olinda ficar numa casa como há seis anos não fazia. tenho uma fantasia incompleta, vários amigos legais, grana pra tomar cerveja e alguma disposição, apesar da gripe mal curada. carnaval é uma época que me deixa bem, esteja onde estiver, com quem estiver, fazendo o que for. não sei, mas acho que rola alguma coisa na cabeça das pessoas que torna elas mais legais nessa época do ano. eu sei que eu fico assim, sorridente, feliz de fazer as coisas. quando na minha vida eu iria dormir às duas e meia, acordar às sete e ir trabalhar o dia todo com um sorriso na cara?

17.2.04

BIZARRO

acabou de passar aqui na rua o bloco de carnaval do instituto psiquiátrico do recife. o nome do bloco: MALUKETES DO IPR.

apesar do nome de extremo mal gosto, dos médicos e enfermeiros fantasiados deles próprios e do carro da polícia seguindo a troça, eles pareciam se divertir um monte com suas roupinhas de rambo, rei momo e passista.

16.2.04

JÁ DIGO LOGO

ano que vem eu não vou de novo pro enquanto isso na sala de justiça. vou pro baile municipal.

ninguém perguntou o que era a minha fantasia. nem sequer me chamaram de leprechaun. nem isso. nem fiz o passinho que ensaiei com lin. não cantei hello my baby, hello my honey, hello my ragtime gaaaaal. aquele lugar fede.

mas no fim das contas foi massa, apesar de tudo. o show do trio mocotó valeu a pena e todo o resto da noite também.

aí ontem fiz um passeio família como há bem uns 10 ou 15 anos não fazia. fui pro recife antigo ver o carnaval com meu pai, minha mãe, a mulher do meu pai, minhas duas irmãs, o rafa e meu sobrinho. faltou só filipe monstro pra famiglia estar completa. sair com criança é uma onda. eita bando de criaturinha mal educada e cheia de vontade. foi bom porque exercitei minha autoridade e dei uns tapas na mão da raquel.

bom, já que o carnaval começou, tenho que me acostumar a dormir menos. vou precisar.

14.2.04

DUCARALHO

é só isso que eu tenho a dizer da festa de ontem.

não digo nada das cervas de graça para a djeia, homens bonitos, muito ska (o set de ska foi primoroso, modéstia à parte), mela cueca, brindes grosseiros e toda a sorte de coisas que acontecem onde há pessoas bêbadas se divertindo. eu curti muito botar som ontem, foi uma das festas onde eu mais me animei junto ao cargo e as pessoas vibraram.

e pra terminar tudo com chave de ouro, voltamos pra cá pra casa eu, júlio e juliano para fritar hambúrguer e falar da vida. foi bom se juntar com eles pra outra coisa que não seja falar mal do povo.

hoje eu tou aqui na maior ressaca do mundo, tentando resolver o que fazer da minha fantasia de michigan j. frog pra sala de justiça.

12.2.04

FESTEENHA

sexta, a partir das 23h, vai rolar a festinha comemorando a despedida do submarino. eu botando som, mas pretendo chamar mais gentes pra contribuir. então, o submarino fica ali em santo amaro, na rua major codeceira, 81.

11.2.04

GÓRDA

comi 14 coxinhas. das mini, mas foram 14.

9.2.04

MAQUIAGEM

ALLEZ DE NOUVEAU À LA CHINE, CHIENNE

meu sonho era cantar fofo e desafinadinho feito a brigitte bardot.

aliás, meu sonho era ser fofa e falar francês.

quer dizer, meu sonho era ter um francês fofo.

ah, dá pra ter tudo isso?

7.2.04

AGORA EU SOU RUIVA

só faltam as sardas.

6.2.04

NINGUÉM MERECE

acordar com xanadu na cabeça, não resistir e colocar a música pra tocar.

5.2.04

NÃO MUDA

entra ano, sai ano e eu continuo tendo caganeira depois de comer cheddar na mcdonalds.

2.2.04

DAS COUSAS QUE PASSAM NUMA CABEÇA CANSADA

tou pensando em ir passar uns dias lá na casa da minha mãe, com comidinha gostosa, tv a cabo e carinho. e pra tentar botar a cabeça no lugar. aqui acho que não tá dando.

na verdade, eu queria mesmo era viajar, ver gente nova e que essa porra dessa chuva parasse. meus pés ficaram dormentes hoje de tanta água que tinha no tênis. andei um monte na chuva - e tava de saia porque fui no angiologista cuidar das minhas varizes. vocês sabiam que eu tenho uma variz há 12 anos? e que há 12 anos eu tinha apenas 12 anos? será que é normal assim ter varizes aos 12 anos e logo uma variz tão gigantesca como a minha? o doutor chamou ela de estimação. porra, uma coisa que tá em mim há 12 anos já é de estimação. é tipo a minha cicatriz enorme que tenho na coxa - a mesma perna da variz, por sinal. a cicatriz é feia, branca, espragatada assim, mas acabei me acostumando com ela. até vejo um certo charme na bichinha. é feito o sinal gigante que eu tenho entre os peitos: parece uma verruga daquelas de velha, grande e escura. já pensei em tirá-lo. mas depois pensei: o troço nasceu em mim, cresceu comigo. até mudou de lugar. tem seu charme, deixa aí. se vocês virem uma foto de uns peitos com um sinal no meio, desconfiem que são os meus. se forem pequenos, assim, aí é batata.

voltando às varizes. o doutor disse que as minhas poucas varizes são grossas demais pra tirar sem intervenção cirúrgica. porra, vou ter que fazer cirurgia se quiser tirar as verdonas. cirurgia significa internação, anestesia, licença médica. ou seja, vai ser um saco. uma semana, no mínimo. e o bigodudo do médico ainda sugeriu que fosse no carnaval. ha ha, faz graça. acho que só depois do meu aniversário, quando eu já tiver formada - se meu san martin dos pobres permitir e me alcançar essa graça.

ainda perguntei se tirá-las com laser não era melhor. sabe o que ele disse? "minha filha, você já se queimou com cigarro?" na hora fiquei meio assustada, mas se fosse só uma picadinha de nada, não teria nada demais. é. "pois é. agora imagine umas cinqüenta queimadurinhas de cigarro assim, uma seguida da outra" gente, quem me conhece sabe que eu odeio cigarro com todas as minhas forças que vou buscar lá nas entranhas. queimadura de cigarro, então, vou nem falar. e quem me conhece sabe também que fumantes me perseguem e vêm me queimar com seus chauras em chamas. parece um complô, vou te contar. uma vez numa festa, dois me queimaram num intervalo de 37 segundos. na mesma mão. quase tive um choque anafilático.

bom, me animei com a idéia de ficar com as pernas sem vasinhos. mas dispensei o laser, ainda mais sabendo que custam os olhos verdes da mulata.

e assim sigo adiando as coisas... todas as coisas que preciso resolver. bom que algumas delas estão bem resolvidas - tanto na cabeça quanto na prática.

só falta agora eu tomar coragem e dar início ao meu tratamento dentário. não consigo nem me imaginar de aparelho.
ESTILO

eu tive uma raivinha de fotologs uma época, não com a idéia de um flog, mas com as pessoas que possuíam um. mas tou começando a criar uma certa simpatia com alguns e até resolvi reativar mesmo o meu. comecei colocando fotos minhas distorcidas e engraçadinhas, mas logo se esgotaram e resolvi estender isso aos meus amiguinhos. espero que não fiquem chateados com a brincadeira, viu? aos poucos vou fazer com todo mundo, heh. aguardem.

1.2.04

SOCORRO

tem uma louca aqui no prédio em frente berrando músicas de roberta miranda desde a hora que eu acordei.
EXPERIÊNCIA ANTROPOLÓGICA

bãi, quase esquecia de contar do EVENTO de ontem, na festa do eu acho é pouco. antes de tudo, um parêntese: cerveja é uma merda mesmo. porra, entra ano, sai ano e eu não aprendo que não se bebe tanta cerveja em festa de carnaval. todo mundo teve a mesma idéia que você e certamente você vai encontrar uma fila do inss se formando na frente do banheiro. mas o mundo não está perdido. sempre existem as vias alternativas.

as mais conhecidas são os famosos "atrás da moita", "ali no escurinho", "entre o carro e a parede" e, obviamente, o BANHEIRO MASCULINO. como ali no atrântico não tem moita, nem escurinho deserto e muito menos carro, optamos, eu e flávia, pela opção quatro. incentivadas pelo colega jói, fomos até o recinto conhecido como wc masculino. havia uma certa fila, mas como lá, além das cabinas, haviam mictórios, resolvemos esperar. nessa hora, um senhor da organização portando um RODO manda a gente sair mas um coro masculino começou a entoar um FICA, FICA, FICA tão alto que a gente optou por ficar. foi quando o moço com um rodo começou a me puxar pra fora do banheiro enquando flávia me puxava pra dentro e acabamos vencendo, mesmo ele tendo em mãos uma ARMA.

entramos as duas numa mesma porta (que não fechava) e fizemos xixi, enquanto alguns meliantes empurravam e esmurravam a porta, gritando coisas como JOGA A ROUPA POR CIMA ou DEIXA EU VER. conseguimos sair virgens de lá, deu até pra ver umas pitocas. mas acho que, nessas condições, eu não topo mais ir no banheiro da HORDA.
VAMOS ABRAÇAR O SOL

o sol saiu hoje quando eu tava voltando com mamãe e rafa do osama. adivinhem qual era a música que a gente tava cantando quando o astro rei deu as caras?

da manga rosa quero o gosto e o sumo
melão maduro, sapoti, juá
jabuticaba, teu olhar noturno
beijo traboso de umbu cajá

pele macia é carne de caju
saliva doce, doce mel, mel guruçu
linda morena, fruta de vez temporana
caldo de cana caiana, vem me desfrutar
linda morena, fruta de vez temporana
caldo de cana caiana, vem me desfrutar

morena tropicana, eu quero teu sabor
oi, oi, oi, oi,
morena tropicana, eu quero teu sabor
oi, oi, oi, oi...


engraçado isso porque ontem rolou a maior discussão a respeito da letra dessa música. o povo não sabia o que era "vestemporana". hehehe. aí minha mãe tava me explicando que fruta de vez temporana é a fruta que foi tirada do pé antes de amadurecer.

tá lindo, o sol tá aqui batendo na minha perna. acho que vou pôr um biquíni e ir pro quintal pegar uma cor.