9.7.07

e o rafa se foi sorrindo...


enquanto a gente sofre a dor egoísta da perda, o rafa, aqui conosco, teria tanto a nos ensinar. ele chegaria perto da gente e, sem precisar dizer uma palavra sequer, a gente entenderia tudo. seu semblante tranquilo foi a prova maior de ele se foi com a certeza de missão cumprida, com um sorriso faceiro de menino estampado no rosto mas com a sabedoria de um velho que viveu tudo o que tinha que viver.

a saudade é muita, o coração chega fica pequenininho. mas as lembranças são as melhores possíveis. e engraçadas também. não há aquele que não pare pra lembrar uma história hilária envolvendo o rafa e seu temperamento peculiar. é assim que queremos ter rafael na nossa memória: um cara sempre de bom humor, rindo, dormindo pelos cantos, tocando flauta ou qualquer outro instrumento que lhe pusessem nas mãos. o rafa inspirava música, dormia música e vai levar música aonde quer que esteja.

e sua hora chegou, sua missão foi cumprida. levou alegria e música por onde passou, fez amigos dos mais diversos meios e os amou da mesma forma. fica a saudade desse ser tão jovem e tão velho. tão iluminado e grande que se foi rindo da vida.

o rafa sabia das coisas.

Nenhum comentário: