28.6.07

parabéns, dona ioná

o programa da quinta-feira à noite foi assar linguiça sertaneja e tomar cerveja com a minha mãe. vendo novela, claro.

a coisa mais impressionante disso tudo, além do fato de eu não consiguir mais assistir novela nessa vida, é como o braço de ioná magalhães é duro. mas duro, assim, firme, sabe? daqueles braços que não têm a pelanquinha do tchau. e, definitivamente, não é o braço de uma senhora de 72 anos nunca nessa vida.

depois eu reparei que ela nunca foi uma mulher bonita. nunca foi aquele exemplo de beleza vera fisher, mas do tipo danuza leão (que é uma mulher feia, convenhamos, mas de porte). mas também não consigo ver muita diferença dela hoje pra 20 anos atrás (não podemos correr mais pra trás porque é até onde minha memória me leva). ainda bem que existem bons cirurgiões plásticos hoje em dia pra não precisarmos ver mais dercys gonçalves no mundo.

aí depois eu fiquei triste, porque eu lembrei que não existe mulher feia, existe mulher pobre. e que infelizmente eu me encaixo nesse pacote. bom, pelo menos não tão pobre ao ponto de não poder comprar pelo menos uma maquiagem da natura.

acho que vou me matricular no curso de auto-maquiagem no senac ao invés do curso de massas italianas II.

:|

o fim do mundo está próximo: garagem na vejinha recife.

21.6.07

idosa

não bastava ser tia de um adolescente, ter labirintite, ser ranzinza, gorda e flácida se eu não tinha o primordial: cabelos brancos.

acabei de descobrir meu primeiro fio. o cabelo dividido ao meio e ele lá, brilhando, solitário. curto e grosso.

agora sim eu sou uma velha completa. já posso viver só com meus 37 gatos.

e não se esqueçam de me mandar pro clube das pás quando eu começar a pintar os cabelos de roxo.

13.6.07

santo antônio

tudo bem que hoje em dia ninguém mais acredita e nem faz mais simpatias. muito menos essas de são joão. também, do jeito que as coisas andam, achar uma bananeira no meio da cidade tá cada vez mais difícil.

aí hoje no curso de ilustração digital que eu tou fazendo (eh... tou começando a soltar a vergonha e botar no mundo minhas ilustras dodóis) ficamos conversando no intervalo sobre santo antônio e simpatias. e me dei conta que, 4 anos atrás, numa festa de são joão de uma agência em que trabalhei, fiz aquela simpatia da bacia de água e pingos de vela. e a letra que saiu foi um M (assim, em negrito). hum, acho que dá pra levar a sério simpatias de são joão.

então, bom dia de santo antônio pra vocês. e se acharem uma bananeira dando sopa por aí, não esqueçam de enfiar a faca.

11.6.07

améduim

pra que eu fui ouvir essa música? agora ela ficou no play a tarde toda.

pior é que depois de passar a risadagem e você reparar na letra é triste pra caralho. e super atual!!!

o menino do amendoim (trio esperança)

amendoim
torradinho
moço, tenha pena de mim
sou um pobre vendedor de amendoim

amendoim
torradinho
dois mil réis o pacotinho

é melhor pedir do que roubar
compra moço, pra me ajudar
quem me vê assim tão sujo imagina um delinqüente
que evita essa mistura de abandono, trapo e gente

não, não, não, não
não me olhe com desdém
também tenho um coração
pelo menos atenção devo merecer

não nasci porque pedi
mas eu peço pra viver

compra moço, pra me ajudar

amendoim
torradinho

não, não, não, não
não me olhe com desdém
também tenho um coração
pelo menos atenção devo merecer

não nasci porque pedi
mas eu peço pra viver

compra moço, pra me ajudar

amendoim
torradinho


trio esperança, pessu. aquele da festa do bolinha e filme triste. quem não se lembra?

7.6.07

boa, boa

5.6.07

ixi

agora que eu me toquei que esse blog fez 5 anos :P

é nessas que a gente fica gordo

e aí que meu namorado me dá os presentes mais especiais - uma pena que ele nunca consiga esperar o dia certo pra entregá-los, mas ninguém é perfeito.

ganhei de aniversário o tão-esperado-mas-que-nunca-tive-coragem-de-dar-os-dinheiros anthology dos beatles. o anthology dos beatles, gente, eu espero desde 1995 pra tê-lo comigo, vocês não têm noção de como eu fiquei feliz de ver aquele box lindo na minha prateleira.

agora vem ele com "um presentindo mais simples porque eu nem terminei de pagar o outro" de dia dos namorados (sim, ele já entregou :P): o dvd + cd do alice in chains unplugged, aka "o melhor acústico que eu já vi - e ouvi - na vida". que nirvana que nada, esse é muito melhor. esse tem layne staley completamente travado de heroína, que mal consegue abrir os olhos (e quando consegue, eles ficam revirando) e mesmo assim os caras conseguiram a melhor performance em acústicos mtv da história dos acústicos mtv.


aí passamos o domingo comendo asinha de galinha empanada (direto do galeto amélia) com cerveja e assistindo a essa belezura e cantando heaven beside you em uníssono. a vida é muito massa.