6.5.08

there's no place like home

e ultimamente, mais do nunca, eu tenho pensado nisso. outro dia viajamos pra a serra negra e ficamos numa pousadinha fubeca com uma tv de 1972 e tudo que eu pensava era "quero a minha cama". não é porque eu tenho saído pouco ou porque tou velha, mas fico feliz de ficar em casa, assistindo filminho, tomando uma cervejinha, ouvindo seleções no ipod, almoçando com amigos. isso tem me dado mais prazer do que ir pruma festinha roubada na rua do lima.

minha salinha, onde tomo minha stellinha e como meus brebotinho

faltam quadros na parede, o passa-discos funcionando, tapete, moedor de pimenta, galheteiro, colher de sorvete, saca rolha. mas eu adoro minha casa do jeito que tá.

Nenhum comentário: