1.8.08

desabafo

eu realmente não consigo entender essas pessoas que têm dois empregos, que trabalham 12 horas por dia, dormem mal pra trabalhar mais e mais e assim seguem com uma vidinha mais ou menos respirando trabalho até na hora de trepar. tipo, get a life.

esse último mês eu peguei um frila-pepino que foi muito gostoso de fazer mas muito corrido y estressante. trabalhava todo dia as minhas 8h de funcionário padrão na firma, mais 5h em casa, indo dormir tarde e elétrica, às vezes precisando de um auxílio rivotril.

fiquei pensando nas pessoas que têm isso como vida, que passam assim anos e anos a fio até que um problema de saúde as impeçam de continuar nesse ritmo. sério, dinheiro é massa e tal, mas eu prefiro ser pobre e ter tempo pra tomar uma cervejinha de vez em quando, ir ao cinema de vez em quando, ver minhas séries de vez em quando. ler um livro, né?

depilação, galera, faz 3 meses que não faço! e não é o casamento que faz isso não, eu é que fiquei sem tempo de ir num salão perder uma horinha da minha vida e ganhar unhas lindas e um bikini wax sarado. sempre tem uma prioridade, incrível. e eu tou muito triste com isso.

aí que passou esse frila e fica aquela sensação, né? trabalhar num coisa que você gosta é ótimo, mas eu não nasci pra respirar trabalho 24h por dia como muita gente tá acostumada. eu saio do trabalho e desligo, preciso ter esse momento senão eu entro em parafuso. talvez eu realmente seja uma pessoa desequilibrada emocionalmente pra não conseguir me enquadrar nesse perfil workaholic. que seja. antes isso do que ter minhas 8h de sono comprometidas por uns dólares a mais. e antes eu ganhasse em dólar, né?

Nenhum comentário: