24.9.08

sobre mallu

arnaldo branco disse TUDO o que eu acho de mallu magalhães:

"Bruno fala sobre Mallu Magalhães. Bem, o mais perto que cheguei de um show da mina foi ouvir a passagem de som, do lado de fora do Circo Voador: a música era Beth Balanço. Pensei na hora, essa mina é a nova Cássia Eller - no que isso tem de pior, um veículo semiacústico pra poesia beat de araque. Só que a Cássia Eller era uma artista, evidentemente feita para o palco - e o que os que gostam da Mallu parecem curtir nela é alguma espécie de inadequação bonitinha. Quem viu um show inteiro fala da coisa como um Evento do Bem, com a platéia torcendo, exatamente como em um sarau, ou show de calouros. As músicas próprias são muito subproduto de folk, e longe de mim cobrar crédito de rua para alguém, mas “atirei em um cara lá em Reno só pra ver ele morrer” com voz de Rock-a-bye baby é muitasuspensão da descrença. Mas claro que ela vai longe, comigo na direção oposta."

pois é. eu nem acho que a menina não tem talento. tem sim, mas falta algo, uma maldade no coração, uma sujeira no cabelo, uma atitude menos ursinho carinhoso. falta roquenrrol na véia, entende? e não é a música, a música é legal, é ela o problema. e, obviamente, o público, que consegue ser pior do que o público órfão dos loser manos. 

não é falar mal porque ela tem 16 anos. ou porque é ok falar mal da fofurice dela. mas não deu friozinho na barriga, arrepio dos pelos da nuca, nadinha. nem o choro dela tocando com marcelo camelo comoveu. 

mas vamos aguardar. quem sabe umas totinhas e maturidade (aquela que só vem com a idade, amigos) dêem um pouco de aura interessante a essa menina. mas desejo sucesso, de qualquer forma. ela merece.

Nenhum comentário: