8.1.09

maragogi

acho que dezembro foi o mês de 2008 que mais demorou a passar. pior do que agosto, o mês mais liso do ano. foi tanto trabalho, tanta confraternização, tanta coisa pra resolver que acabou sendo um mês de ansiedade e cansaço acumulado. ainda bem que passou.

e aí que na manhã do dia 24 pegamos a estrada em direção ao litoral norte de alagoas, lugar que tem as praias mais bonitas que já vi na vida. havia uma casinha na beira mar de maragogi esperando a gente. passamos eu, tarta e claudio, nosso amigo croata mais chileno que conhecemos, a véspera de natal inteira regada a acepipes deliciosos e cerveja gelada. claudio cozinha pra caralho e já tinha ido preparado com algumas comidinhas prontas.

nos dias seguintes foram chegando as pessoas, a casa foi enchendo. não deu pra descansar o corpo, mas deu pra descansar a cabeça pelo menos.


tomando uma cervejinha na grama

eu, com cara de cu

a vista do terraço pelas lentes dos meus óculos

parte da nossa ceia de natal e o saca rolha de arame

rolou toda uma produção de verduras picadas na casa. amay.


tita e o caranguejo




quase todo mundo junto

a despedida


chiquérrima na riviera francesa


mãe zenzi

carol, lordello e joaquim

a incrível máquina de fazer comida

vendo ugly betty


mais tomates e cebolas e alhos

grande joão marcelo bôscoli

rr no violão


claudio dorme

não é uma câmera

hebe e a raquete de badminton

eu e claudio cozinhando


tarta fez camarão ao alho e óleo

chiquejão

Nenhum comentário: