23.4.09

teclados limpos

quem tem macbook branco ou um teclado do mac em poucos meses começa a sofrer com a sujeirinha nas teclas. pensou, tá sujo o negócio.

já tinha ouvido falar dessa lenda do removedor de esmaltes a base de banana pra limpar teclado, mas nunca soube de ninguém que fez e se realmente dá certo. resolvi testar. e não é que o troço funciona mesmo? comprei um óleo de banana, mas deve existir em qualquer lojão do cabeleireiro um removedor a base de banana sem ser em forma de óleo. mas o que importa que é funciona.

você pega um pedaço de algodão, como se fosse tirar esmalte das unhas mesmo, e sai passando devagar pelas teclas. é bom ir passando um algodão seco à medida que vai limpando pra não ficar melecado. e é interessante não encharcar o algodão pra não detonar o teclado.



não sei se dá pra ver a diferença do antes e depois porque a foto foi tirar de noite com a luz vagabunda do meu abajour, mas dêem uma olhada na barra de espaço.

o bicho fica novinho, recomendo muito.

4.4.09

the third album

depois do medidor de trilogias, eis o medidor do terceiro álbum (via trabalho sujo):



- o do smiths eu discordo, apesar de achar o the queen is dead um discão. mas o primeiro tem lugar no meu coração, disco foda do começo ao fim.

- apesar de gostar muito do primeiro disco do clash, sou obrigada a concordar que o london calling é um disco redondinho.

- love eu discordo completamente. forever changes é um disco que nunca me desceu direito. os dois primeiros são mais legais e a melhor música do love (always see your face) não tá em nenhum desses três. pronto, falei.

- radiohead eu nem sou muito fã pra falar, mas até gosto dos primeiros discos. mas tenho verdadeira OJERIZA ao ok computer. pronto, podem me metralhar agora.

blur eu adoro os três, sou suspeita pra falar. pena que o great escape não tá na no bolo.

3.4.09

my blog spot

flavia postou no seu frufru mais um meme legal e eu resolvi seguir: show me your blogspot.

1. Uma vez escolhido, poste uma foto de onde você bloga.
2. Sinta-se à vontade para nos contar um pouco sobre o seu espaço, detalhar alguns items. Ou não.
3. Coloque um link pro post original - a gente quer ver até onde isso vai. :)
4. Escolha outros 5 blogueiros, que devem, por sua vez, mostrar os lugares de onde eles blogam.
5. Se você for escolhido e não participar.. hum.. você vai desenvolver uma estranha alergia a repolho. Sério.

então tá:


aqui é um dos lugares onde mais fico na minha casa, principalmente quando tou no meio daqueles freelas intermináveis, fudida, mal paga, perdendo a fome e a paciência. assim, claro que eu preferia uma mesa limpa, sem fios, sem quase nada mas é praticamente impossível. principalmente quando tou trabalhando que ficam mil coisas espalhadas.

ali do lado é minha prancheta, onde eu deveria estar praticando caligrafia e desenhando, mas eu tenho fuleirado muito com essas duas atividades.

então vamos dar continuidade ao meme, fil, licia, lique, renata e sil.

é de verdade, dói e não sai

li isso no hoje eu vou assim e achei uma boa colar aqui. acho que todo mundo que tem tatuagens, principalmente expostas, já passou por pelo menos uma dessas situações. esse tipo de coisa era pra estar escrito em cartilha, pra todo mundo aprender desde cedo.

16 ou 17 coisas que você precisa saber sobre uma pessoa tatuada.

1. Não, ela não quer falar sobre isso.

2. Sim, ela teve coragem. Ao contrário de você, que está pensando em fazer uma tatuagem há 14 anos.

3. Não, ela não se arrependeu.

4. Ela é tatuada, não tatuadora. E não quer dar a você todas as dicas de como, onde, quando e que desenho tatuar.

5. Cuidado com perguntas do tipo “Você trabalha com tatuagem?” se não quiser ouvir respostas do tipo “Sim, eu não tiro a tatuagem para trabalhar”.

6. A não ser que pinte um clima, não saia botando a mão.

7. Não, ela não é um outdoor, nem um pássaro, nem um avião. Pessoas tatuadas não gostam de ser assistidas como se fossem um filme. Nem de ser observadas e avaliadas como num programa de calouros. Evite dar voltas em volta dela, olhando de cima a baixo.

8. Pode parecer estranho, mas, não, ela não quer chamar atenção. Pode parecer ainda mais estranho, mas as tatuagens são desenhos dela para si mesma, não para os outros. E têm muito mais a ver com o que ela quer dizer para si mesma do que para o mundo.

9. Perguntas do tipo “E essa aqui, o que significa?” só significam uma coisa: você é um chato. Gostaria de ouvir perguntas do tipo “O que significa o seu cabelo chanel?”

10. Proibido fotografar, filmar, tocar ou comer no recinto.

11. Não, ela não quer pensar em um desenho para você tatuar.

12. Sim, ela respeita se você achar ridículo. Mas nem tudo precisa ser dito. Ou ela será obrigada a opinar sobre o seu enorme brinco de pena.

13. Doeu, sim. Mas o que dói mesmo é esse seu olhar de turista.

14. Sim, ela já sabe que você é louco pra fazer uma, mas nunca teve coragem. A pergunta é: “E daí?”

15. Não, ela não tem tatuagem onde você está imaginando.

16. Sim, ela trabalha num lugar muito democrático. Ou usa terno e gravata.

1.4.09

melhor fotolog


lixo tattoo: a melhor coleção de tatuagens de presídio, pé de ponte e afins.